sexta-feira, janeiro 13, 2006

porque às vezes também eu me esqueço de mim

olhar-me e não saber ver-me. porque o tempo fez as suas mudanças. a última vez que me vi usava tranças. tinha olhos enormes de espanto. e sonhava como uma criança.


estou mais velha....



não uso tranças. já não me espanto.


Cresci?

10 comentários:

DoctorZob disse...

Princesa Maria da Lua, ainda vês os combóios passar, te deitas tarde e comes lasagna? Ainda tens aquela espécie de écharpe clara que usas como umas asas de cisne jovem e exacto, por única roupa? Ainda te deitas...korapilo? Ainda te levantas completa e gloriosamente kaleratze?
Pois, esqueces-te de ti mas também dos outros? De TODOS os outros?
Numa palavra: és TU?

DoctorZob disse...

Alguém disse: algures, entre a folhagem está uma PRINCESA de sombras e alguns frutos dispersos. Uma BELA princesa? perguntaram.
Uma que me devora à custa de reflexos verdes, frágeis memórias e pequenos regressos flectidos---na água,respondi.
E imediatamente me tornei eu mesmo um reflexo dos olhos com os quais pensava e enchia o céu de aves que me doíam. .

Anónimo disse...

E Zob, o mágico que a alguns desenha flores na memória pediu do alto do seu in-serenar: SE ÉS TU, PRINCESA, RESPONDE!...

MariadaLua disse...

DoctorZob:
És TU? o destinatário das minhas cartas esquecidas, o muro de silêncio que não ultrapasso.ÉS TU? O príncipe dos vales esquecidos. ÉS TU? Os telefonemas apressados.Os segredos sussurados em palavras pequenas porque o mundo não é só nosso. ÉS TU?

Anónimo disse...

Como fulminado pela sua própria audácia (e pelo imenso choque de se saber bruscamente nu) o estranho respondeu: Eu sou!
Mas apenas TU podias sabê-lo!

Anónimo disse...

E no vazio, sobre o vazio, ainda toca aquela música só de sombras e miúda névoa?

EU---pois sou eu o silêncio todo inteiro.
...Ou qualquer coisa semelhante.

Anónimo disse...

Princesa: ainda aí estás?...Responde!

Anónimo disse...

...o anónimo, alguns anónimos são (claro!) Zob...

MariadaLua disse...

Estive aqui. ainda aqui estou. num silêncio cheio de gritos mudos e desesperados. alma presa. coração apertado. serás mesmo TU?

Anónimo disse...

Interrogo-me sobre o modo correcto de responder à questão que me pões
---e só acho outra pergunta:
Eu, serei MESMO eu?...
Quem pode dizê-lo, Maria da Lua: eu---ou a própria Lua?...

Doctor Zob