segunda-feira, abril 12, 2010

De vermelho.

As unhas vermelhas quebram-se na pele: abrem valas comuns. onde tu também podes morrer. se quiseres. se souberes morrer. entre um osso que se falsificou em titânio e um pedaço de carne ao qual já se tentou retirar todas as gorduras visiveis e invisiveis ao espelho da mente.

As unhas vermelhas quebram-se na pele: numa coreografia milimetricamente desenhada.  que nunca se perdem no seu longo percurso. abrir feridas é um trabalho até árduo e exige coordenação de movimentos.

Urdem-se chagas assim. De unhas pintadas de vermelho.


 ( Tinhas medo. Eu tenho a vida numa mão. )

4 comentários:

Diego Cosmo disse...

http://dcosmo.blogspot.com/ - Nova postagem! "cosmo a pé"

Alice Narcoléptica disse...

Quanta profundidade.

Umbeijo!

*Maluh Mah* Marinha Luiza disse...

OI!
Seguindo-te!

Anónimo disse...

Lindo seu blog - gostaria que visitasse o meu www.eusomenteeu-anjo.blogspot.com