sexta-feira, março 24, 2006

quanto tempo mais?

pergunto-me por quanto tempo mais? a espera sem sentido. a janela sempre a mesma. a chuva que cai. e tu que nunca chegas. e mesmo quando vens. nunca é a mim que me vês. vês o resto. o que os olhos alcançam, o que as mãos tocam e os que ouvidos ouvem. nunca me vês com o teu coração.



quanto tempo mais vou precisar de estar à janela à espera de mim que não me vejo com o coração?

4 comentários:

*sininho* disse...

a espera e sempre o mais dificil.adorei o texto

Anónimo disse...

Já esperaste tempo sem fim... está na altura de cortares com o passado e seguires em frente. Enquanto tu esperas por alguém que não vai regressar, o tempo não espera por ti...
Sê feliz!

Aleisa disse...

A espera, a mim, vai-me consumindo, e muitas vezes pergunto-me "porque espero?"...
sinceramente não sei porque o faço, mas sei que ainda não chegou a altura de deixar de o fazer...

Porque deixarei eu de esperar, se o que quero mesmo é esperar????

Ana disse...

o presente é uma dádiva, por isso se chama "presente", k«lindo seu blog...jinhos muito luminosos em seu coração