sexta-feira, abril 21, 2006

gostar

perdi-me da vontade de amar. não consigo e não sei se algum dia vou querer conseguir. fico-me por aqui. pelas coisas simples. gostar. gosto. muito. simplesmente. de ti. amar. acho que não quero voltar a saber o que isso é.

8 comentários:

Anónimo disse...

Porquê? Alguém (ou alguma coisa) te desiludiu?
...E não temes ficar definitivamente como as tuas próprias palavras: um discurso rigorosamente circular obsessivamente orientado para o interior daquilo que, em momento algum, queres ser--ou perceber?...
É uma pergunta (ou várias) para poderes ocupar o teu espírito inquieto nos próximos (digamos:) três dias...

MariadaLua disse...

"se eu gosto de ti, se gostas de mim, se isto não chega, tens o mundo ao contrário." Xutos e Pontapés- O mundo ao contrário. porque às vezes o amor não chega...porque às vezes temos de nos bastar a nós próprios. porque o futuro é amanhã. e porque o amor já não vai voltar a chegar.

MariadaLua disse...

espero que as respostas tenham chegado para te despertar a tua curiosidade e voltares às perguntas

Anónimo disse...

"Voltar a chegar"?
O quê? Tu tiveste-lo e deixaste-lo fugir de ti?!
Então é para TI MESMA que deves citar baixinho, muitas vezes, o passo da canção dos Xutos, Maria da Lua...

MariadaLua disse...

Tive-o. é certo. dentro de mim. fechado a sete chaves. porque do outro lado o mundo estava ao contrário. como na música. como quase sempre na vida.

Anónimo disse...

E agora?
Deixou de estar?
Pode ALGUMA VEZ deixar de estar?
Que espécie de amor é esse teu, 'Maria', que parece começar em ti e ACABAR invariavelmente em ti---sem alguma vez chegar a sair de TI?
...O mundo "ao contrário"?
Não serás tu quem---debruçando-te apenas «de cima» (e completamente «de fora»...) sobre ele---cria a ilusão quase 'perfeita' da 'inversão'?...
Pensa nisso...
Atreve-te, anda!

MariadaLua disse...

A ti anónimo seja lá quem fores, provocas-me, fazes-me duvidar e pensar nas minhas certezas tão inequívocas, que nas tuas palavras parecem apenas poeiras que se sopram e desaparecem. gosto dessa provocação. há muito tempo que ninguém me fazia pensar...

MariadaLua disse...

Se deixou de estar não sei. dizem que há coisas que ficam para sempre. tens razão quando disses que esse amor de que falo, começou e acabou em mim. Fora de mim ele não existia. nunca existiu. fui sempre eu a amar. e não se ama por duas pessoas.