sábado, novembro 04, 2006

hoje

Hoje escrevo apenas para me ler. Para me tentar lembrar de quem sou. do que fui. leio-me nas entrelinhas de parágrafos passados e tento encaixar-me ali. eu que já fui aquilo tudo. já senti mesmo aquilo tudo. e tudo aquilo já acabou. porque o tempo passou.
ainda acho que escrevi demais. que fui coisas demais no tempo que se esgotou hoje. cristalizei-me no gelo dos afectos. porque não sei escrever-me. hoje. tão só. tão eu. tão demais. avanço por dentro de mim. no espelho dos laços. toco-me para ter a certeza de que sou eu. já não sei escrever-me. já não sei ser eu.

4 comentários:

folha de rosto disse...

quarto minguante.

Murphy disse...

"Maria"! Princesa! Escreve! Porque te calaste? Terá acabado?...
ACABADO!...

Murphy disse...

Quero dizer: MESMO acabado?!...

Sam disse...

Por vezes também fico espantado ao reler-me, ao sentir que já senti isto ou aquilo...
Isso ajuda-nos a lembrar quem fomos e quem somos.
Continua o bom trabalho, o blog está muito bom**