sábado, outubro 03, 2009

Lembra-te

Tu ficas, eu parto; através do tempo suspenso da espera.
Lembra-te: é no beijo de despedida que começo regressar.

5 comentários:

quanto pesa o vento? disse...

gosto muito e te ler.
obrigado.
abraço.

testaravida disse...

Lindo :)

Anónimo disse...

É mais ou menos sempre assim que se recomeça, é verdade...

Aninha* disse...

tinha que ser um bom texto, como sempre:)

sim ter a minha idade é diferente. mas independente da idade que temos uma coisa é certa vivemos, sentimos, e essa experiência ninguém nos tira. Nem isso nem a força que cada um tem dentro, ás vezes só não sabemos como a encontrar porque só procuramos lá fora e nunca nos lembramos de nós...

Maria da Lua disse...

Aninhas: Gostei das tuas palavras. Com quinze ou trinta anos poderiam ser as minhas palavras. O importante é que são tuas, são o património intreseco que te difere dos demais. E isso sim é que é o importante.