quarta-feira, outubro 07, 2009

Para o futuro

E agora, projectos para o futuro?

Esta foi o início de uma conversa que acabei antes de a mesma tomar outros rumos. Finji um ar feliz por mais esta batalha profissional ganha e agradeci os parabéns.
Consola-os ver-me feliz: os familiares e amigos aplaudem de pé, quem me paga os vicios rejubila de gozo.
Cá dentro: igual ao antes, igual ao depois. Dormente.
Projectos para o futuro: nenhuns. O futuro já passou aqui. Bateu à porta sem ser convidado e eu recusei a entrada.
Não quero nada. Não espero nada. Não luto por nada. Não vibro com nada.
"À parte disso tenho em mim todos os sonhos do mundo".
Ou não.

4 comentários:

Anónimo disse...

Bem... agora é altura de começar a seleccionar e a procurar editor, não?...

Maria da Lua disse...

Só voa quem se atreve a fazê-lo, como diz Luis Sepulveda.
E esse é um triplo salto mortal que tenho medo de executar.
Ajuda precisa-se.

Destination disse...

Quando já se atingiu tudo e parece que na verdade não se tem nada... ficou tudo na mesma: nós, o vazio da alma...
Afinal o que precisamos assim tanto para sermos felizes?

Maria da Lua disse...

Destination: Na verdade, é isso mesmo. Está sempre tudo na mesma, por muito alto que seja o patamar alcançado. obg pelo comentário