quinta-feira, julho 19, 2007

o sonho

escrever é um sonho antigo. o mais sonho que já sonhei. é também talvez um dos mais irreais. porque me falta tudo. a coragem. o tempo. a dedicação. o talento. sobra-me o sonho. as emoções. as palavras que me naufragam. o dia a dia que me transcende. não é um diário. nem pode ser. porque nunca tive tendência para ser certinha. nem para me lembrar de tudo. as minhas memórias passaram pelo filtro do meu olhar. não sou historiadora. a minha visão é sempre parcial. e por isso minha. são diálogos intímos. é isso que partilho aqui neste luar. as minhas fases crescentes e crentes, cheias, descrescentes e descrentes e por vezes tão vazias que chegam a ser eclipses. desde há quase quatro anos. porque ainda guardo comigo o sonho mais sonho de pequena célula. escrever.

2 comentários:

katraponga disse...

Bem, parece que nao sou o único... :)


Apesar de, no meu caso, ver esse sonho cada vez mais tornar-se numa memória futura que recordarei algum dia distante... ah, poderia ter escrito livros...

Beijos!

mari crrrrruuuu... disse...

Mas eu adoro ler este teu sonho...

Um sonho tem que ser irreal mas o mesmo pode ser uma ponte para a realidade pura! (se é que me faço entender)

Bjinho**