segunda-feira, junho 13, 2005



Ao poeta: na hora de todos os silêncios Posted by Hello

1 comentário:

the magician disse...

Creio que foi o sorriso,
sorriso foi quem abriu a porta.
Era um sorriso com muita luz
lá dentro, apetecia
entrar nele, tirar a roupa, ficar
nu dentro daquele sorriso.