quarta-feira, junho 01, 2005

Foste

Foste a areia que sempre me escapou por entre os dedos. o horizonte que não consegui alcançar. A tela que tentei pintar vezes demais. a oração que não quiseste ouvir. Foste tudo isso. O sorriso. A lágrima depois. O riso. O desespero. A razão. E ainda mais o coração. Foste o olhar, o beijo e foste as palavras encadeadas em conversas difíceis de terminar. Foste tudo isso.



Talvez mais. Decerto demais.

1 comentário:

A Voz disse...

A voz está de volta... Mesmo que já ninguém a queira ouvir...
Obrigado pela paciência.