segunda-feira, junho 26, 2006

toca-me...

e és noite. madrugada destemperada. o fogo que já me consumiu. o vinho derramado nos seios. os teus lábios sorvem-no agora em mim. bebes-me de um só golo. marcas-me. num ardor crescente que sussura palavras quentes junto ao ouvido. num arrepio que já é mais do que arrepio. é a excitação molhada. do vinho que se espalhou por nós. tinto. sangue. de mim que retiveste em ti. que me trincas. bebes e me fazes tua. aqui. porque a nossa noite é o dia a amanhecer sem cama. o chão chega. porque a pele quer mais aqui.agora aqui. agora já não sei. acho que te quero em todo lado. e em mim. aqui já. Toca-me...

4 comentários:

Vítor disse...

gosto sempre de te ler.

Cátia disse...

Esse desejo silencioso que acabamos sempre por revelar...
Beijinho*

Anónimo disse...

Looks nice! Awesome content. Good job guys.
»

Anónimo disse...

Looks nice! Awesome content. Good job guys.
»